Digite CPF sem traço e ponto.
Digite CPF sem traço e ponto.
Digite CPF sem traço e ponto.
1º Digite CPF sem traço e ponto, 2º Digite senha antiga, 3º Digite senha nova

NOTÍCIA

Política Salarial - 14/11/2017 14:41 | Atualizado 14/11/2017 02:46

Chega de quebra de direitos. Paridade Já!

Chega de quebra de direitos. Paridade Já!

A ANFIP tem empreendido nos últimos meses um esforço concentrado para proteger seus associados de todas as perversas investidas do governo contra os servidores públicos. A quebra de acordos já estabelecidos, a falta de isonomia, a revisão de direitos são apenas algumas das pontas desse imenso arsenal mirando contra os trabalhadores.

A sociedade vive agora a iminência da publicação das medidas que reduzirão ainda mais esses direitos, com adiamento de reajuste salarial, aumento de contribuição previdenciária e o estabelecimento de um teto remuneratório de ingresso em diversas carreiras, afetando sobremaneira os serviços prestados a toda população.

É chegada hora de acirrar a luta! A ANFIP, que representa orgulhosamente os Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, carreira essencial na administração dos recursos arrecadados e reinvestidos na sociedade, parte agora para o alerta máximo e buscará na Justiça o que o governo tem se negado a cumprir: os direitos conquistados. Várias ações já tramitam em instâncias judiciais e no próximo mês será a vez de buscar a paridade no recebimento do Bônus de Eficiência, seja para os ativos em início de carreira seja para aposentados e pensionistas.

A reunião da documentação está em andamento e se você não é associado, associe-se e garanta o seu direito. Associados, divulguem aos seus colegas a iniciativa da ANFIP. Vamos todos juntos reunir forças para vencer essa batalha. O patrono da causa o jurista Carlos Velloso, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e titular do escritório Advocacia Velloso.

Relembre 

A Entidade, desde o início das negociações salariais, recusou assinar o acordo que dava fim ao subsídio e implantava um bônus que já se anunciava injusto. Ofereceu, inclusive, proposta alternativa, que visava inserir o valor sugerido à remuneração vigente. Apesar de todas as tratativas, as mudanças foram implementadas. Agora, diante de perdas cada vez mais acentuadas, cabe à Associação olhar para a frente e manter foco total na via judicial como forma de buscar o cumprimento das leis. 

Notícia originalmente publicada no dia 30/10/2017 15:19:21

Album da notícia