Digite CPF sem traço e ponto.
Digite CPF sem traço e ponto.
Digite CPF sem traço e ponto.
1º Digite CPF sem traço e ponto, 2º Digite senha antiga, 3º Digite senha nova

NOTÍCIA

Eventos - 24/02/2017 12:26

Lançada Frente Gaúcha em Defesa da Previdência Social

Lançada Frente Gaúcha em Defesa da Previdência Social

O presidente Vilson Antonio Romero solicitou nesta sexta-feira (24) que as autoridades políticas, gestores, representantes de organizações, instituições, movimentos sociais, centrais sindicais, prefeitos, vereadores, senadores, deputados federais e estaduais que defendem a Previdência Social pública auxiliem a ANFIP para que “não coloquem uma mordaça na Entidade”.

Romero participou do lançamento da Frente Gaúcha em Defesa da Previdência Pública, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, e relatou a informação divulgada pela imprensa de que deputados da Comissão Especial querem que a Advocacia Geral da União acione a Justiça para que a ANFIP pare de divulgar informações que confirmam o superavit no sistema. “Há 17 anos estudamos os números do orçamento”, falou sobre a publicação Análise da Seguridade Social, editada anualmente pela Entidade, que detalha todas as receitas e despensas do setor. “Nós fazemos um contraponto que está incomodando, pois é o contraponto da verdade”, argumentou, acrescentando que os estudos da ANFIP representam o cumprimento da Constituição Federal.

A PEC 287/16, da reforma da Previdência, conforme destacou, afetará especialmente a mulher camponesa, os trabalhadores do campo, os policiais, os professores e os jovens. “Atinge de morte a base de nossa sociedade”, alertou. Romero falou ainda da contabilidade criativa, em que o governo joga nas contas da Seguridade despesas que não fazem parte do arcabouço de proteção social brasileira. Lembrou que recursos do INSS são desviados para incentivar setores da economia. “É justo se incentivar, mas não pode ser feito com dinheiro dos aposentados e pensionistas”, afirmou.

O evento foi coordenado pelo senador Paulo Paim, que preside a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social, o deputado federal Elvino Bohn Gass, presidente da Frente Parlamentar Nacional em Defesa da Previdência Social Rural, o deputado estadual Altemir Tortelli, que conduz a Frente Parlamentar Gaúcha em Defesa da Previdência Social Rural e Urbana, e o presidente da Assembleia, Edegar Pretto.

Segundo Pretto, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, o Senado Federal e a Câmara dos Deputados, juntamente com todas as frentes em defesa de direitos, construirão uma unidade de resistência contra a PEC 287/16. “Caso essa proposta seja aprovada, ela criará impactos sociais enormes”, disse. O deputado estadual ressaltou que, em 2014, os benefícios previdenciários representaram 9% do PIB do RS. Em 2015, os benefícios somaram R$ 34 bilhões, o que representou 3,5% mais que as transferências do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). “Nesse momento não tem espaço em cima do muro. Precisamos nos manifestar. Não se trata de disputa política, se trata de ataque aos direitos dos cidadãos. É fundamental que a Assembleia se mobilize para intervir nesse debate. Esse é o sentido da instalação da Frente Gaúcha”, argumentou.

O senador Paulo Paim justificou as viagens que faz pelo Brasil alertando a sociedade sobre as reformas previdenciária e trabalhista. “Eu defendo as causas do povo brasileiro. Farei isso se isso ajudar a derrubar as reformas. Eu viajo o Brasil e defendo essa causa”, disse. Paim alertou para que não acreditem que o governo está com a votação garantida. “Não é bem assim”, falou. Para o parlamentar, a reforma é tão cruel, covarde e irresponsável, que o povo brasileiro “há de enxergar”.

Participaram da solenidade representantes das centrais sindicais (CTB, CUT, Nova Central, CGTB, UGT, Força Sindical), federações, confederação, sindicatos, fóruns e frentes em defesa da Previdência, vereadores, prefeitos, deputados estaduais, deputados federais e senadores. Ao final do evento foi lida a carta de apoio à Previdência Social (confira aqui).

Album da notícia